A realidade virtual na educação - ZEISS Vision Care Brasil

Você já viu diversas maneiras que a realidade virtual pode contribuir para a sociedade. Seja para diminuir alguns medos ou como mero entretenimento, a tecnologia tem se expandido cada vez mais, e um dos objetivos que ela tem atingido é no universo educacional. Algumas escolas já têm usado a realidade virtual na educação, o que, sem dúvidas, pode expandir os horizontes dos nossos pequenos.

O Google Expeditions

Já no espaço de sala de aula, os professores encontraram o programa perfeito para levar as crianças literalmente para qualquer lugar do mundo. E não estamos falando de nenhum filme de animação infantil. O Google Expeditions, instalado no smartphone, é acoplado ao óculos de realidade virtual, e leva as crianças experenciarem os mais diferentes locais. Algumas delas podem até se assustar, como é o caso de Julia Baptista da Silva, aluna de 8 anos da Escola Estadual Santa Rosa de Lima, em São Paulo.

Em entrevista à Revista Época, a pequena relatou o medo por não saber nadar, já que o ambiente parecia realmente idêntico ao oceano. Entretanto, elas não navegam pelo espaço que quiserem. Tudo é controlado pelo professor, que direciona a imagem mostrada para as crianças.

Novos estudos

As tecnologias de imersão virtual têm se popularizado. Com elas, chegam também os estudos acadêmicos. Algumas universidades americanas (dentre elas a Universidade de Harvard e o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets) de se uniram a um consórcio que têm mais de 7 mil associados – o Immersive Educational Initiative. A iniciativa se presta a desenvolver sistemas de realidade virtual na educação, seja para jovens ou até mesmo candidatos ao doutorado.

Se depender das universidades, veremos tais projetos alcançando cada vez mais escolas. E se podemos nos divertir, por que também não aprender? Esses são apenas os primeiros passos de uma tecnologia que ainda engatinha, mas tem tudo para ganhar o mundo.

MAIS CONTEÚDOS