Crianças Archives - ZEISS Vision Care Brasil
óculos de realidade virtual criança casa

A realidade virtual diminui o medo das crianças?

É inegável que os óculos de realidade virtual, como o VR One que você ganha na promoção “Visão sem Limites ZEISS”, chegaram para revolucionar nossa experiência com a tecnologia e a realidade. Porém, muito mais que mero lazer, eles têm provado sua utilidade no campo da saúde. De acordo com alguns especialistas, a realidade virtual pode ser grande companheira de pais, médicos e crianças na hora destas enfrentarem seus medos.

Agulhas?

O medo de agulhas é um dos mais comuns entre os seres humanos. As crianças, claro, não escapam desse temor. Entretanto, os óculos de realidade virtual são os novos aliados de laboratórios e médicos para distrair nossos pequenos na hora de uma injeção, vacina, ou coleta de sangue, por exemplo.

Antes da aplicação, os óculos são distribuído para elas, que acabam distraídas por vídeos e animações produzidas pelo dispositivo*. Enquanto isso, a higienização e aplicação/coleta é feita. Cada criança pode reagir de uma maneira, mas a distração normalmente funciona pelo menos até o processo se iniciar.

Outros medos e fobias

Apesar de ainda não comprovado, algumas outras fobias, como o medo de insetos, podem ser diminuídas em crianças (e também adultos) com a utilização dos óculos de realidade virtual. O uso de vídeos de imersão por meio desta tecnologia no universo dos insetos, por exemplo, pode ajudar a amenizar o sentimento de repugnância e aversão.

* O teste está sendo elaborado por alguns laboratórios, como a unidade do Delboni Auriemo, no bairro do Itaim, São Paulo

Criança óculos parede menina Richard Yudi Hida Medicina

O sucesso da saúde ocular infantil em Aracati, Ceará

Os cerca de 73 mil habitantes de Aracati, cidade localizada a 150 km de Fortaleza, podem ter um motivo a mais para se orgulhar. Pesquisadores da KEIO University School Of Medicine de Tóquio se uniram a pesquisadores brasileiros para estudar sobre a saúde ocular das crianças locais. Isso porque apenas 2% delas apresentam incidência de miopia. É o que mostra uma pesquisa conduzida pelo médico Dr. Richard Yudi Hida.

A Escola de Ensino Fundamental e Médio Professor Antônio Monteiro é quem vem recebendo os exames, realizados pelos pesquisadores japoneses e por outros provenientes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (UNESP). As crianças que participaram do estudo têm entre 5 e 12 anos.

O número de crianças míopes é extremamente baixo se comparado ao país asiático. Por lá, mais de 70% delas vêm apresentando incidências da doença. E ao que parece, tudo pode estar intimamente ligado ao uso de smartphones, tablets e videogames, por exemplo.

Crianças exames Aracati

O médico Dr. Richard Yudi Hida indica que a escolha da cidade foi justamente pelo baixo número de incidência da miopia infantil e pelo fato das crianças aracatienses fazerem pouco uso de aparelhos eletrônicos, ao contrário dos pimpolhos japoneses, onde 40% dos pequenos entre 1 e 9 anos utilizam a internet.

Entretanto, os resultados ainda são inconclusivos. Ainda de acordo com Dr. Richard, a relação entre o uso de eletrônicos e a miopia em crianças ainda é uma hipótese, e não há como dizer que é um fator determinante. Ele também afirmou que a doença costuma estar ligada à genética.